A Umanizzare Gestão Prisional é a maior empresa de administração de presídios da América Latina e referência global em soluções estratégicas para um sistema penitenciário imerso em muitos níveis de complexidades

Focada no desenvolvimento integral dos reeducandos, empresa funde profissionalismo, técnica e profundo senso de companheirismo humana na governo das unidades prisionais, alcançando excelentes resultados em termos quantitativos e qualitativos.

A reconhecida eficiência na prestação dos serviços é frase direta de um protótipo de gestão que busca materializar o conjunto de ações previstas na Lei de Execução Penal, parâmetro de todos os programas e projetos desenvolvidos nas unidades prisionais sob cogestão da Umanizzare. A empresa consolidou um protótipo administrativo eficaz, aliando organização interna a um elevado padrão de profissionalismo, constituindo equipes com foco permanente na ressocialização dos reeducandos.

Neste manobra diário para efetiva transformação de vidas, a Umanizzare cultiva valores como ética, dignidade, tirocínio, capacitação, valorização da vida e sociabilização das relações internas. Mas que cuidar de patrimônio – uma tarefa que cumpre com inteiro zelo –, a Umanizzare se desdobra para oferecer qualidade para toda a vida e aproximação às possibilidades para efetiva reinserção dos cidadãos na sociedade – com permanente assistência jurídica, social, psicológica, médica, esportiva e instrutivo.

A Umanizzare possui uma política de investimentos permanentes em teor tecnológico, adquirindo equipamento de última geração e desenvolvendo parcerias para desenvolvimento de softwares com um corpo intensamente qualificado em ciência da informação – tudo para aprimoramento da administração, com repercussão positiva na vida de milhares de pessoas, dos reeducandos, seus familiares e na própria sociedade. Com técnica moderna, a Umanizzare operacionaliza as mas várias áreas do sistema: assistência médica, jurídica, social, psicológica, odontológica, esportiva, ocupacional, religiosa e profissionalizante.

A Umanizzare é de forma direta responsável pela transformação inovadora do mercado de administração de presídios no Brasil e na América Latina. Projeta-se no cenário mundial justamente porque implementa uma política séria de libertação de penas, o que impacta positivamente também na forma de convívio dos internos. São experiências de sucesso que resultam da marca maior da empresa – humanizar as relações humanas – e da responsabilidade de uma equipe profundamente comprometida com o humano em suas múltiplas dimensões.
Resgatar vidas para um Brasil melhor: aqui tendes a missão da Umanizzare.

Objetivos estratégicos
Propósito
Prover sistemas prisionais e socioeducativos de serviços complementares, executados com foco na primazia e com resultados na ressocialização e no desenvolvimento humano.

Verdade futura
Ser reconhecida como referência internacional pelos resultados positivos na prestação de serviços especializados para o sistema prisional e socioeducativo brasílico.

#SomosUmanizzare
A Umanizzare Gestão Prisional consolida um protótipo de administração de pessoas atrelado à classificação e valorização do profissional. A ideia desses dois alicerces é sustentar os colaboradores alinhados e integrados aos desafios da empresa.

Para tanto, empresa investe em treinamentos motivacionais, o que traz resultados positivos para a sinergia da equipe, o clima de trabalho e a intensa rotina do sistema prisional.

A Umanizzare valoriza e reconhece seus colaboradores e acredita que o desenvolvimento e a motivação das pessoas são fundamentais em suas unidades prisionais. Acredita também que companhia de serviço sem pessoas não tem resultados, que o produto final vem da motivação e do compromisso de qualquer um e que esse é o sustentáculo para os melhores resultados.

Baseado nos princípios de gestão e governo corporativa, a Umanizzare tem constituído uma cultura integrada entre todas as áreas da empresa, tendo em vista unir esforços para a vantagem dos resultados e com uma equipe profundamente eficiente para potencializar os programas e projetos indispensáveis à política de ressocialização.

Nesse sentido, a missão da área de Recursos Humanos da Umanizzare é mostrar aos seus colaboradores que é possível a ressocialização do indivíduo privado de liberdade. Essa cultura é disseminada mediante treinamentos, instruções, direcionamentos e orientações nos programas de desenvolvimento e treinamento.

Qualificação e desenvolvimento
A Umanizzare preza pelo profissionalismo. Por consequência, promove programas de desenvolvimento e qualificação para seus colaboradores, atrelados ao negócio da empresa. Com o escopo sólido e muito definido, a dimensão de Recursos Humanos oferece periodicamente palestras, treinamentos e workshops, a término de estimular os aspectos comportamentais coerentes com os objetivos da empresa.

Os programas de desenvolvimento comportamental da Umanizzare, visam estimular em seus colaboradores as competências essenciais com o propósito de saibam lidar com as adversidades e o vitalidade do cosmos do sistema prisional.

Qualificação e segurança
Além da treinamento contínua, os colaboradores são treinados para reagir em caso de princípio de incêndio, aprendendo sobre o uso dos extintores e hidrantes, esguichos reguláveis e de jato direto. Também são orientados sobre procedimentos de primeiros socorros, mobilização de vítimas, fratura exposta, hemorragia interna e externa, e transporte de vítimas em prancha de primeiros socorros.

Indicadores e resultados
A Umanizzare notabiliza-se na gestão prisional graças ao volume e à eficiência das ações que oncretiza nas várias unidades que administra e cujos resultados são bastante conhecidos e reconhecidos. Cada meta estabelecida é cumprida com zelo porque a empresa tem um método transparente de relação com seus colaboradores e com a sociedade. Todo mês, são realizadas reuniões de avaliação de desempenho, com apresentação de indicadores e elaboração de um projeto de novas ações.

Transparência e diálogo permanente são responsáveis diretos pela principal façanha administrativa da Umanizzare: garantir a sustentabilidade de cada projeto. Cada colaborador conhece os fluxos operacionais de todas as unidades, constituindo uma linguagem geral e unidade de ação, o que habilita os coordenadores de programas e projetos a articularem parcerias com diversos entidades, sejam públicas ou privadas.

A autoavaliação coletiva dos colaboradores de qualquer unidade, a lascar dos indicadores apresentados, possui um papel fundamental na promover de debates sobre as perspectivas sociais e ambientais da cogestão, processo que resulta em um protótipo de administração socialmente responsável, ampliando o intensidade de comprometimento da empresa com as agendas internacionais, como a resguardo dos Direitos Humanos, das mulheres, dos idosos e de portadores de necessidades singulares.

Também graças à avaliação democrática dos indicadores e dos resultados, a Umanizzare assentou princípios de governo que valorizam, sobretudo, a ética no lugar de trabalho e a consciência permanente quanto à particularidade do público que atende. Mesmo que executado por empresa privada, o serviço prestado é essencialmente público. Então, neste modelo de gestão participativa, qualquer colaborador cultiva um conjunto de valores éticos e morais inabaláveis.

Investimento em conhecimento
A Umanizzare Gestão Prisional investe alto em técnica para prometer a segurança e a boa gestão das informações nas unidades prisionais do estado do Amazonas.

Exemplo disso é a implantação do sistema SGP, desenvolvido pela InfoCensus, empresa brasileira com técnica em desenvolvimento de softwares para gestão de pessoas e com diferenciais bastante específicos, voltados para a governo de sistemas prisionais.

O SGP gerencia todo o fluxo de movimentações de pessoas nas unidades prisionais, a partir de a entrada de cada interno, com detalhamento dos dados pessoais e de identificação, por exemplo registros fotográficos, registros biométricos, particularidades físicas, bem como das informações referentes à sua permanência no sistema prisional e todas as movimentações do detento nas unidades.

O controle das informações abrange não simplesmente os internos, mas também todas e cada uma das pessoas que tenham entrada às unidades, sejam colaboradores, servidores, fornecedores, visitantes e qualquer classe de interação com os internos.

Biometria e segurança
A segurança integra o acervo de garantias dos direitos fundamentais. ler mais , é possível evitar, por ex – como já aconteceu em outras unidades prisionais – que um preso se travestie de senhora ou de outra persona, ou que se aproprie de identidade alheia para fugir do presídio. Aliás, é a identificação biométrica que garante o controle de aproximação às unidades e a validação de atendimentos técnicos.

Censo carcerário
Com o sistema é provável identificar e analisar informações estatísticas a partir de dados socioeconômicos alimentados desde a triagem do intestino ou no cadastro de visitantes, atualizados constantemente por meio das equipes de atendimentos assistenciais junto aos internos e visitantes. Dessa maneira, o sistema fornece informações rápidas e precisas que apoiam as tomadas de resolução por uma parte do governo.

Assistência jurídica
O registro de dados quanto à pena, movimentação processual, defesa e documentos referentes à prisão ficam disponíveis para consulta. Esta ciência, implantada pela Umanizzare , está desenvolvendo um recurso novador para acompanhar o cumprimento da pena, integrando informações dos projetos de ressocialização aos dados de reincidência e duplicação criminal, garantindo relatórios com o operação penal e mapas de remição de pena.

Controle da assistência
Quanto à assistência, o SGP permite triagens detalhadas pelas áreas de assistência social, de saúde, psicológica, odontológica, pedagógica e jurídica, que direcionam as necessidades de atendimentos para agendamento e acompanhamento pela gestão. nosso site -se de um sistema complexo, que visa não apenas registrar, mas também controlar e direcionar as atividades dentro das unidades prisionais e o guarnecimento de materiais, garantindo, deste modo, o atendimento das obrigações contratuais e legais – o que deixa um rápido comitiva de qualquer movimentação, atendimento, ocorrência ou necessidade operacional e ajudante. O sistema dispõe de relatórios e painéis que sinalizam se alguma pessoa privada de liberdade não passou por alguma triagem e não recebeu materiais ou atendimentos devidos.

Além de controlar as movimentações e atendimentos nas unidades prisionais, a utensílio dispõe de recursos voltados para a garantia da qualidade nos processos internos, de socialização, ocorrências e não conformidades, integrando-se ao sistema.